Siga no Twitter
Assista no Youtube
Recomende no Google+
Curta no Facebook

Por RK Estrategia Digital © renascidosempentecostes.com.br 2009-2019 Renascidos em Pentecostes - Todos os direitos reservados 

FUNDAÇÃO SÃO PEDRO CNPJ: 10.905.580/0001-10 - QSD 25 ÁREA ESPECIAL - TAGUATINGA SUL- DF

Produtos comprado no portal são entregues em até 8 dias úteis

“É hora de fartura da minha graça, que já está sendo derramada”, nos diz Jesus

“Durante uma refeição, deu-lhes esta ordem: “Não vos afasteis de Jerusalém, mas esperai a realização da promessa do Pai, da qual vós me ouvistes falar: ‘João batizou com água; vós, porém, sereis batizados com o Espírito Santo, dentro de poucos dias. Então os que estavam reunidos perguntaram a Jesus: “Senhor, é agora que vais restaurar o Reino de Israel”? (At 1,1-3)

 

 

Jesus fala que seu reino não terá fim e eles não entendem que a graça é maior, é bem maior do que eles pensam.

 

“Não vos cabe saber os tempos e os momentos que o Pai determinou com sua própria autoridade. Mas recebereis o poder do Espírito Santo que descerá sobre vós, para serdes minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e na Samaria, e até os confins da terra”. (At 1,7-8)

 

A pergunta de Jesus para nós, que estamos começando a 18ª Semana de Pentecostes é se queremos ser, realmente, Suas testemunhas. Nesse mundo cheio de ateísmo, de miséria, de tristeza, será que queremos fazer isso? Estamos preparados para isso? Vocês que estão aí na rua, lá fora, estão me ouvindo? Querem ser testemunhas de Jesus Cristo?

 

“Recebereis o Espírito Santo”, promete o Senhor, e sereis as minhas testemunhas. A pergunta é  se estamos prontos para receber o Espírito de Jesus Cristo, se queremos ser cheios  do Espírito Santo.

 

Há dezoito anos, "Domingo da Ascensão do Senhor", às 8h e, como costume, eu celebrava a primeira missa do dia, aqui na Paróquia. A leitura deste dia era a mesma de hoje, na qual Jesus ordena aos discípulos que não se afastem de Jerusalém, mas que aguardassem o cumprimento de Sua Promessa, ou seja, o envio do Espírito Santo.


Terminei esta celebração dizendo: "Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe." E eu ouvi uma voz que me dizia: “Não foi isso que você pregou, nem foi isso que eu te ensinei”.

 

Aquela voz mexeu profundamente no meu coração. Às 10h, eu tinha a segunda Missa daquele domingo; o Evangelho era o mesmo e as leituras eram as mesmas. E no final, eu dei a bênção ouvi aquela voz, novamente: “Não foi isso que você pregou e nem foi isso que eu te ensinei”. À, tarde preocupado e angustiado fui rezar. E Jesus disse: “Eu quero que você reúna sua comunidade e não saiam de perto de mim; se preparem para viver Pentecostes”.

 

Na missa da noite, daquele mesmo dia, eu disse: “Vamos ficar juntos, não vamos mais sair daqui”. E assim fizemos.

 

Graças a Deus, aqueles que estavam aqui, viram que não era invenção minha; obedeceram e ficaram aqueles oito dias comigo. Daquele primeiro Pentecostes, três mil pessoas participaram. Aqueles que estavam aqui, verdadeiramente, tomaram posse daquela promessa. Eu jamais poderia imaginar que dois anos depois, com tudo mais organizado, outros padres iriam me ajudar. E numa terça feria, o Pe. Carlos Roberto Rambo veio celebrar comigo. Eu estava sentado na cátedra eu ouvi uma voz que me disse: "Manda essas pessoas trazerem uma vela na sexta-feira e consagra-a ao Pai, uma segunda vela no sábado e consagra-a ao Filho e uma terceira vela no domingo, dia de Pentecostes, e consagra-a ao Espírito Santo. E no momento mais difícil de suas vidas, deverão acendê-las e o milagre irá acontecer".

 

Eu fiquei com muita dúvida, mas eu mandei eles trazerem as velas. Naquele dia, eu não podia imaginar que aquela festa iria atingir milhares de corações. Nesses dezoito anos, milhões de pessoas já participaram dessa festa. Se a Igreja de Brasília hoje é viva, ela deve isso à Semana de Pentecostes. Todas essas pessoas voltarão, para suas paróquias, cheias do Espírito Santo, cheios da graça.

 

O Senhor me disse, nesses dias: “Eu quero que nessa Semana de Pentecostes, você celebre duas missas por dia”. E nós vamos celebrar as 15h, fazendo, a Semana da Eucaristia. Vamos dizer para aqueles que rejeitaram o Corpo e o Sangue de Cristo, que somos Seus adoradores.

 

Nesses dezoito anos, eu fui testemunha de milhares de testemunhos do poder de Deus.  Vocês testemunharam o poder de Deus nas suas vidas.

 

Eu sinto que, a partir de agora, vai ser diferente; nós vamos aprender a conviver com o poder de Deus, com um Deus Vivo, Real e Presente, caminhando do nosso lado. Aprenda que Jesus Cristo está dentro de ti e a graça vai se manifestar em você.

 

Tem muita gente aí pregando desastres, medo nas pessoas. Mas na hora que estou rezando, Jesus sempre me diz: “É hora de fartura da minha graça, que já está sendo derramada”. É hora de se cumprirem as promessas de Jesus Cristo. É hora de você tomar posse da vitória de Jesus Cristo na sua vida e na sua comunidade. A hora de chorar já passou.

 

Aquilo que estamos para receber é muito mais do que aquilo que pedimos. O Senhor nos promete graça, o Senhor nos promete conquista, o Senhor nos promete vitória.

 

“Estarei convosco todos os dias até o fim”, nos promete Jesus Cristo. O Espírito santo que tudo faz, já está vindo pra morar em você.

 

Pe. Moacir Anastácio de Carvalho

Homilia - Missa de Abertura da Semana de Pentecostes - 28/05/2017

Transcrição e adaptação: Danielle Santos

Facebook
Twitter
Curta este post
Please reload

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Flickr - Grey Circle