Nossa Senhora das Dores: força e amor que brotaram da Cruz


Hoje, a Igreja celebra, com fé e devoção, Nossa Senhora das Dores, que se iniciou no ano 1221 no Mosteiro de Schönau, na Alemanha. Porém, os festejos são datados do ano de 1239, através da Ordem dos Servos de Maria.

Neste dia, com todos os cristãos marianos, suplicamos a intercessão da Virgem Maria, tendo como fundamento suas sete dores: a profecia de Simeão; a fuga para o Egito; a perda do Menino Jesus; a Paixão do Senhor; crucificação, morte e sepultura de Jesus Cristo.

Maria é o maior exemplo de fortaleza e temperança, advindos da Cruz, da dor, do sofrimento; soube guardar tudo em seu coração. Tudo isso porque é a “cheia do Espírito Santo”.

Assim, unamos as nossas lutas às dores de Nossa Senhora, para que, socorridos pelo Santo Espírito de Deus, sejamos poderosos instrumentos e testemunhos da força que brota da Cruz de nosso Rei e Senhor.

Danielle A. Santos

Jornalista, Comunicadora, Palestrante e Educadora Física

Central de Comunicação Renascidos em Pentecostes

www.facebook.com/danielle.santosdf

#NossaSenhoradasDores

36 visualizações
Siga no Twitter
Assista no Youtube
Curta no Facebook

Por RK Estrategia Digital © renascidosempentecostes.com.br 2009-2020 Renascidos em Pentecostes - Todos os direitos reservados 

FUNDAÇÃO SÃO PEDRO CNPJ: 10.905.580/0001-10 - QSD 25 ÁREA ESPECIAL - TAGUATINGA SUL- DF

Produtos comprado no portal são entregues em até 8 dias úteis